Pages

segunda-feira, 3 de julho de 2017

EMPARN distribui raquetes de palma forrageira no Alto Oeste Potiguar

Encanto RN 1Dando continuidade às ações do Convênio da Palma Forrageira, o Governo do RN, por meio da EMPARN, distribuiu na última semana raquetes sementes de variedades de palma forrageira tolerantes à cochonilha do carmim em municípios do Alto Oeste. Foram repassadas aos agricultores familiares 62 mil raquetes no total, distribuídas da seguinte forma: Encanto (17 mil), Portalegre (15 mil) e São Miguel (30 mil).

A região tradicionalmente já é produtora de palma forrageira, mas a variedade utilizada tem sido a palma gigante, que é suscetível à cochonilha do carmim. Dessa forma, o objetivo da distribuição das variedades tolerantes à praga (Orelha de Elefante Mexicana e Miúda ou Doce) é formar bancos de raquetes sementes para que os agricultores possam iniciar a substituição da palma gigante e contribuir para erradicar essa praga que já se encontra presente em várias regiões do estado.

A atividade é financiada pela Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário e contou com a parceria das secretarias municipais de agricultura, da EMATER-RN, do SEAPAC e do SEBRAE-RN por intermédio do Programa Sertão Empreendedor.

Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário

No período de 26 a 28 de junho, a EMPARN recebeu a visita de supervisão do convênio da palma forrageira por meio do Analista Técnico de Políticas Sociais do DATER/SAF, Fernando Letti. Acompanhado do coordenador do convênio, o pesquisador Guilherme Ferreira da Costa Lima, ele teve oportunidade de conhecer as pesquisas desenvolvidas na sede da EMPARN voltadas ao controle da cochonilha de escama e de multiplicação da palma via processos de biotecnologia, conduzidas pelos pesquisadores Marcone César Mendonça das Chagas e Fátima Dutra.

O supervisor também visitou as unidades de bancos de sementes implantadas nos municípios de Riachuelo e João Câmara, além da Estação Experimental de Terras Secas, onde foram apresentadas as pesquisas sobre lâminas de irrigação e adubação orgânica e intensidades de corte, além das unidades multiplicadoras irrigadas de raquetes sementes (4 ha) de variedades tolerantes à cochonilha do carmim.

Nenhum comentário: