Pages

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Profissionais da Saúde recebem formação sobre tratamento de controle do tabagismo

foto 1As políticas de promoção da saúde estão em constante discussão na administração de Encanto. Na manhã de hoje, 6, a prefeitura foi parceira da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica do Governo do Estado em uma relevante realização que reuniu diversos servidores, no auditório da Câmara Municipal. 

Em companhia do secretário Ednardo Soares, a coordenadora do Programa Estadual de Controle do Tabagismo, Lizabeth Guimarães Damacena, promoveu uma capacitação a respeito do tratamento de dependência da nicotina, a qual teve como público-alvo agentes comunitários de saúde, prioritariamente, devido ao seu contato permanente com as famílias.

Questões variadas foram tratadas na ocasião. Os participantes absorveram conhecimentos que contribuirão para o trabalho junto à sociedade encantense, no que se refere tanto aos esclarecimentos para a abolição da prática de fumar – através do detalhamento dos malefícios do hábito (Apresentação de produtos tóxicos e doenças consequentes) e benefícios da abstinência – quanto à distribuição medicamentosa.

“Esse foi um momento muito importante para o município, porque o Nasf já é responsável por grupos de tabagistas e, com essa formação, vai ficar muito melhor, todos falarão a mesma linguagem”, afirmou Ednardo, lembrando a presença de outros profissionais da Atenção Básica (Enfermeiros, odontólogos, médicos, técnicos de enfermagem, educadores físicos, fisioterapeutas, psicólogos, farmacêuticos e estagiários).

Além da abordagem oral, foi entregue material impresso sobre a temática, focando no protocolo clínico e nas diretrizes terapêuticas, e também no cuidado da pessoa tabagista no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Cigarro versus tabagismo

O número de substâncias que o cigarro possui chega, hoje, a 8.622 mil, incluindo algumas altamente prejudiciais ao organismo: Naftalina, amônia, acetona e formol.

Produto derivado do tabaco, ele é o principal canal para a dependência química (De nicotina), favorecendo o crescimento do índice de tabagismo, que está em primeiro lugar entre as causas de morte evitável no mundo.

Nenhum comentário: