Pages

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Meio Ambiente pede sensibilização da população sobre poda drástica

O secretário municipal do Meio Ambiente, Emmanoel Sabino, pediu a sensibilização da população de Caicó quanto à poda drástica e também em relação aos restos de galhos aparados. Esse tipo de entulho está sendo jogado em vias públicas, atrapalhando a locomoção dos veículos. 

“Nós temos mais de 25 mil árvores e a nossa demanda é muito grande para a quantidade da equipe que nós temos. Como a gente pegou uma secretaria com quase três meses sem recolhimento de poda, nós estamos trabalhando diariamente para tentar minimizar esse impacto que tem na cidade. A gente pede que as pessoas evitem as podas drásticas, pois estão infringindo as leis”, disse Emmanoel Sabino. 

Saiba mais sobre a poda drástica

A poda drástica danifica seriamente o vegetal e pode tipificar crime ambiental. Por conceito, a poda drástica é aquela que remove mais que 30 % do volume da copa de uma árvore ou arbusto. Esta mudança brusca na condição da planta causa um desequilíbrio entre superfície da copa (folhas com capacidade de fotossíntese e gemas dos ramos) e a superfície de absorção de água e nutrientes (raízes finas). 

A reação da árvore será de recompor a folhagem original, emitindo rica brotação de novos galhos, como forma de garantir sua sobrevivência após um estresse sofrido pelo manejo excessivo de sua copa. 

A reação de brotação deve ser entendida como uma desesperada medida de sobrevivência, com produção de flores, dos quais derivarão frutos e, finalmente, a semente, tão necessária para a produção de descendentes. 

As árvores não dependem da poda anual para viverem. Ao contrário, as pessoas é que se beneficiam de alguma ou outra forma com as podas, sem considerar a vitalidade da planta.

Nenhum comentário: