Pages

terça-feira, 4 de abril de 2017

Há 63 dias sem resposta da STTU, Seturn solicita nova revisão da tarifa de ônibus para R$ 3,50

Natal, 04 de Abril de 2017 - O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) protocolou ofício no final da manhã desta terça-feira (4), solicitando a ampliação do pleito de reajuste tarifário devido à proximidade da data base de motorista e cobradores para o dia 1º de maio e a inflação de janeiro, fevereiro e março. Com isto, o Seturn amplia o pleito para R$ 3,50, quando em ofício datado de 31 de janeiro deste ano pleiteava R$ 3,40.

No ofício Nº 0089 / 2017 o consultor técnico do Seturn, Nilson Queiroga explica que há 63 dias sem definição ao pedido de 31.01.2017, para atualização do valor da passagem para deslocamento urbano de passageiros pelas empresas associadas ao Seturn, de R$ 2,90 para R$ 3,40, mais uma vez, premidos pelas dificuldades econômico-financeiras por que passa o sistema de transporte urbano de passageiros pede definição urgentíssima do reajustamento, desta vez para R$ 3,50, corrigindo a inflação dos dois meses que se passaram. “Acrescida da tendência de agravamento das dificuldades financeiras em razão do dissídio coletivo da categoria, normalmente com data de 1° de maio de cada ano”, disse Queiroga.

Segundo a exposição de Nilson não há como o Seturn suportar a tarifa sem reajustamento, menor dentre todas as capitais brasileiras e, também, inferior à maioria dos municípios brasileiros com transporte coletivo instituído, dos quais 70 já receberam os seus devidos aumentos nos primeiros três meses deste ano.

O Seturn inclusive anexou relatório fornecido pela NTU - Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, atualizado em 03.04.2017, com a composição das tarifas nas principais cidades brasileiras. Sem contar que em Natal, o transporte urbano de passageiros não possuí subsídio de ISS e ICMS sobre o óleo diesel, muito comum nas grandes cidades e capitais brasileiras, para baratear a tarifa.

Nenhum comentário: