Pages

quinta-feira, 6 de abril de 2017

PRF pega bicicleta emprestada para prender condenado por estupro, na PB

Um pedreiro condenado por estupro de vulnerável foi preso na tarde desta quarta-feira (5) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 101, em Mamanguape, na Mata Norte da Paraíba.

O agente da PRF pegou emprestada uma bicicleta para efetuar a prisão, pois o acusado começou a fugir a pé.

O homem que foi preso era passageiro de um ônibus interestadual que fazia a linha entre Natal (RN) e Goiânia (GO) e que foi parado por ter cometido uma infração no trânsito.

O homem de 24 anos é natural de Cachoeira, na Bahia. Após a PRF parar o ônibus pela infração cometida no quilômetro 38 da BR-101, os passageiros desceram para esperar enquanto a abordagem era concluída.

Os policiais perceberam que um dos passageiros havia se afastado bastante do ônibus e estava a vários metros de distância. Nessa hora uma pessoa estava passando numa bicicleta e um dos agentes pegou o veículo emprestado para perseguir o passageiro.

Quando o pedreiro foi detido, os policiais consultaram a ficha criminal dele e constataram que o homem foi condenado por estupro de vulnerável (quando a vítima tem menos de 14 anos, enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento ou não pode oferecer resistência). O Tribunal de Justiça da Bahia já tinha expedido dois mandados de prisão contra ele.

O pedreiro estava foragido da Justiça desde setembro de 2015. O acusado foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil de Mamanguape, onde aguardará transferência para a Bahia.

Terceiro caso em 15 dias

Em 15 dias, este é o terceiro caso em que a PRF prende um acusado de estupro na Paraíba. O primeiro caso foi em 20 de abril, na BR-230 em Cabedelo, quando um homem de 35 anos foi preso durante uma abordagem de rotina. Ele havia sido condenado a 12 anos de prisão e estava foragido da Justiça.

Na mesma semana um empresário da construção civil de 51 anos, pediu ajuda à PRF após o pneu furar na BR-101, na cidade de Caaporã - divisa entre Paraíba e Pernambuco. Após os policiais verificarem seus documentos no sistema, constataram que ele também tinha sido condenado a 12 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável. Quando foi condenado ele fugiu para o Ceará e estava foragido desde dezembro de 2013.

Nenhum comentário: