Pages

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Laboratório didático de redes é finalista do prêmio ARede Educa 2016

O Laboratório didático de redes do Campus São Gonçalo do Amarante, referência de estrutura no estado e no país, é um dos finalistas do prêmio anual ARede Educa 2016 na categoria infraestrutura.

A primeira fase da premiação contou com 220 inscritos, dos quais 85 foram selecionados. Em outubro poderemos conhecer os vencedores de cada categoria. Na categoria da qual o Laboratório para ensino de redes do IFRN participa, estão concorrendo também as Salas de Multimídia nas escolas, da Secretaria Municipal de Educação de Guarujá, e o Programa Escola Interativa, da Secretaria Municipal de Educação de São José dos Campos.

Para André Luiz Ferreira de Oliveira, professor do Campus São Gonçalo do Amarante, dispor de uma estrutura como a do laboratório é de extrema importância para a formação dos alunos dos cursos técnicos de Informática e Rede de Computadores. “Sabemos da exigência mercadológica com os profissionais de TI, em especial com os que trabalham com redes de computadores, que precisam ter, simultaneamente, conhecimentos nas novas tecnologias de conectividade e infraestrutura, além de dominar os serviços de gerenciamento de uma rede. O laboratório foi pensando com o intuito de suprir tais necessidades”, declarou.

Os alunos dos cursos de TI do Campus São Gonçalo enxergam no Laboratório Didático a oportunidade de pôr em prática tudo que é visto dentro de sala de aula e nos livros. “A disciplina de Redes é abstrata, disponibilizando de um espaço como esse conseguimos ver a funcionalidade de cada aparelho que possuímos e estudamos, a exemplo dos roteadores”, disse Bruno Max, aluno do curso de Redes de Computadores.

A indicação à final do prêmio está diretamente ligada ao grupo de pesquisa “Grupo de Estudos Avançados em Tecnologia da Informação e Comunicação” (GEATIC-SGA), que atua no campus. Outro fato a comemorar é a aprovação de um artigo também relacionado ao laboratório na I Jornada Ibero-americana de Pesquisas em Políticas Educacionais e Experiência Interdisciplinares na Educação, que será realizado em setembro.

O Laboratório é pioneiro no estado e está entre os 5 melhores do Brasil, conta com 22 computadores, sistema de áudio e vídeo, 4 locais de projeção, projetores interativos e uma TV Led 56’’, podendo atender até 32 estudantes. A infraestrutura permite que os alunos estudem todas as camadas do modelo OSI de forma plena, em especial a camada física, de aplicação e a de rede. A estrutura possui ainda um piso elevado que, através das placas de vidro, permite uma visão panorâmica de todo o cabeamento estruturado que circula a sala. 

O Prêmio ARede Educa é voltado para estudantes, educadores, pesquisadores, empresários e gestores de instituições de ensino. Na modalidade serviço público, além da categoria infraestrutura, podemos encontrar as categorias: mídias sociais, aplicativos, games, programação, formação de professores, plataformas educacionais e EAD.

Nenhum comentário: