Pages

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Festival de Jazz reúne mais de 10 mil pessoas em Mossoró e São Miguel do Gostoso

fampressA primeira edição do Fest, Bossa & Jazz 2016 terminou no último domingo (29). O evento, que teve realização do Governo do Estado do RN, por meio da SETUR RN e Emprotur, com recursos do RN Sustentável, produção de Juçara Figueiredo e prefeituras de Mossoró e São Miguel do Gostoso, recebeu mais de 10 mil pessoas, de acordo com os organizadores.

Nos dias 25 e 26 de maio, em Mossoró, foram 6 mil participantes; e nos dias 27, 28 e 29, em São Miguel do Gostoso, 4 mil pessoas. Quem prestigiou, pode conferir atrações locais e nacionais de renome como: Leila Pinheiro, Roberto Menescal, Wilson Simoninha, Willie Walker, Paulinho Trompete, Dany Cruz, Diego Brasil e Moby Dick. Foram oferecidas, também durante o evento, oficinas musicais, com produção de instrumentos utilizando materiais recicláveis; além de workshop de gaita.

“Sugerimos levar o Festival para a capital cultural do Estado, Mossoró, e também para São Miguel do Gostoso, que está despontando como destino turístico, como estratégia de desenvolvimento da interiorização do turismo no RN. O período também foi propício para aquecer a baixa temporada. Além, claro, da satisfação em estar realizando um evento que leva cultura e música de qualidade por onde passa”, ressalta o secretário estadual de Turismo, Ruy Gaspar.

O sucesso do Festival, que teve sua primeira edição em 2009, faz com que os produtores pensem em ampliar o evento para outras regiões potiguares e também para fora do estado, como para o Sudeste. Além disso, também está sendo planejado para o festival um investimento em outras frentes além da música, como explica a presidente da Emprotur, Aninha Costa. “Nas próximas edições a gente quer colocar um festival gastronômico e feirinhas de artesanato. Queremos mostrar que turismo é tudo isso; não só a questão de tirar férias e passear em um lugar, mas sim, agregar a cultura, a gastronomia, o artesanato. Tudo isso junto com o turismo”.

A próxima edição do Fest, Bossa & Jazz 2016 já está programada para final de agosto, com duas etapas, em Pipa e Natal.

SUTUR RN E EMPROTUR ORGANIZAM PRESSTOUR DURANTE FEST, BOSSA & JAZZ

Durante os cinco dias do Fest, Bossa & Jazz (25 a 29 de maio), a Setur RN e a Emprotur, com recursos do RN Sustentável, organizaram um PressTour, trazendo para o estado operadores nacionais e jornalistas de veículos especializados em turismo. O principal objetivo foi proporcionar conhecimento e experiências em destinos ainda pouco trabalhados, desenvolvendo desta forma, a interiorização do turismo.

Foram seis profissionais, sendo duas jornalistas da revista Qual Viagem, uma jornalista do jornal Mercado & Eventos, um operador da FlyTour, uma operadora da CVC Viagens, e outro operador da Azul Viagens, que puderam, nos primeiros dias, além de participar do Festival de Jazz, conhecer atrativos de municípios da região Oeste potiguar.

O grupo visitou o Lajedo Soledade, em Apodi, um sítio arqueológico e de afloramento calcário, repleto de ravinas, cavernas e esculturas naturais, além de 56 painéis de gravuras rupestres. Visitaram a Cachoeira da Bica e seus 96 metros de queda d’água, em Portalegre. No município, também estiveram no Mirante (680 metros de altura). Ainda na região das serras, conheceram Martins, onde está localizada a Casa de Pedra, distante 27 km do centro – a segunda maior caverna de mármore do Brasil. São 54 degraus de subida até a entrada da caverna, cuja extensão é de 100 metros, até desembocar em uma paisagem serrana deslumbrante.

Em Mossoró, os jornalistas e operadores estiveram nas salinas – um projeto para o futuro breve de visitação turística para conhecer todo o processo de extração e beneficiamento de uma das marcas do estado e da cidade. Passearam também pelo Centro histórico e pela praça de convivência.

Nos três últimos dias do Festival, em São Miguel do Gostoso, o grupo do PressTour teve a chance de conhecer a bela praia de Tourinhos, além do passeio de lancha com mergulho na praia de Perobas.

Para a operadora da CVC Viagens, Danielle Campos, os lugares visitados são viáveis para inclusão em pacotes de viagem. “Podemos montar roteiros riquíssimos com todos esses atrativos; uma aposta bem interessante de turismo regional para ao visitante”.

Nenhum comentário: