Pages

sexta-feira, 3 de março de 2017

EMPARN prevê redução das chuvas nos próximos dias

Pelo menos até o fim da próxima semana (por volta do dia 10 de março), as chuvas deverão diminuir de intensidade, voltando a chover mais forte na segunda quinzena de março e no mês de abril, segundo a previsão da meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). Nos últimos dias, as chuvas foram provocadas pela proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). O mês de março é tradicionalmente de elevada média pluviométrica, com rajadas de ventos e chuvas fortes.

Nesta quinta-feira (02), em Natal, foram registradas chuvas fortes distribuídas por várias regiões, como na Zona Norte, com 123 milímetros (mm) e, em Ponta Negra, com 75mm. Os pluviômetros do CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais) que tem uma parceria com a EMPARN, registraram as fortes chuvas em toda a cidade.

BOLETIM PLUVIOMÉTRICO DA EMPARN

No interior, desde a manhã de quinta até a manhã desta sexta-feira (3), choveu mais forte no Oeste potiguar. Em 75 postos pluviométricos foram registradas boas chuvas em Campo Grande, 37,3 milímetros (mm); Jucurutu, 30,2mm; Ipanguaçu, 27,6mm; São Rafael, 26,6mm e  Pendências, 25,8mm. Choveu ainda em Assu, Campo Grande, Baraúna, Alto do Rodrigues, Felipe Guerra, Porto do Mangue, Paraú, Upanema e Mossoró, entre outros municípios. Na mesorregião Central, choveu mais forte em Cruzeta, com 47,3mm; Guamaré, 26,5mm; São Bento do Norte, 17mm e Equador, 11,9mm. Choveu ainda em São José do Seridó, Florânia, São Fernando e Caicó.

Na mesorregião Leste/Agreste choveu forte em Bom Jesus, 53,4mm; Monte Alegre, 45mm; Vera Cruz, 36,4mm; Passa e Fica, 15,4mm e Bento Fernandes, 13,0mm. Também choveu em São Paulo do Potengi, Boa Saúde, Serrinha, Sitio Novo, Barcelona, Parazinho e Tangará. A maior chuva foi em São Gonçalo do Amarante (Base Física da EMPARN), com 101,1mm; seguida de Baía Formosa, com 97mm; Extremoz, 91,2mm e Parnamirim, 78,2mm.

Nenhum comentário: