Pages

segunda-feira, 25 de julho de 2016

IFRN discute turismo e patrimônio cultural da Microrregião do Litoral Sul

DSC_9139 Na oportunidade, será apresentado o Plano de Turismo de Canguaretama, desenvolvido por alunas e professoras

Nos dias 27 e 28 de julho, o Campus Canguaretama do IFRN realiza, de forma concomitante, o II Seminário de Turismo da Microrregião do Litoral Sul e o I Ciclo de Estudos sobre Patrimônio Cultural. A cerimônia de abertura terá início no dia 27, às 15h.

SEMINÁRIO DE TURISMO DA MICRORREGIÃO DO LITORAL SUL

O Seminário inicia com uma mesa-redonda sobre planejamento turístico, contando com a apresentação e discussão do Plano Municipal de Turismo de Canguaretama. O Plano foi construído nos últimos 2 anos, com a coordenação das professoras Darlyne Fontes e Renata Trigueiro, com a colaboração das alunas Amanda Mirely e Juliany Bezerril, que à época faziam o curso Técnico em Eventos (Amanda está no mestrado em Turismo da UFRN e Juliany no curso superior de Gestão em Turismo do Campus Canguaretama). Serviu de base para a construção do Plano o desenvolvimento do Inventário da Oferta Turística de Canguaretama.

O Plano de Turismo será entregue a representantes da prefeitura de Canguaretama e debatido em mesa-redonda composta por Darlyne Fontes, Jurema Dantas, da UnP, e Marcelo Taveira e Michel Vieira, da UFRN. Logo após, Darlyne apresentará o catálogoTrilhas da Microrregião do Litoral Sul, construído com o apoio de secretarias de turismo e meio ambiente dos 10 municípios que compõem a Microrregião, além de servidores técnico-administrativos, professores e alunos das diversas áreas em que atua o Campus do IFRN. A estudante Lenicelia Barros, que fez o curso técnico em Eventos, participou da construção do catálogo e hoje atua na Secretaria de Meio Ambiente de Arês. Em seguida, acontece exposição de pôsteres de trabalhos desenvolvidos por alunos do Campus na área de Turismo, como o inventário turístico de Vila Flor.

CICLO DE ESTUDOS SOBRE PATRIMÔNIO CULTURAL

No dia 27 acontecem também as primeiras atividades do I Ciclo de Estudos sobre Patrimônio Cultural. À noite, além de apresentações culturais, às 18h30 terá início a abertura da exposição "Vivendo vida de engenho", com curadoria de João Natal, do Ponto de Memória Banguê. Às 19h30, a professora Julie Cavignac, da UFRN, profere a conferência "Memória e Patrimônio no Rio Grande do Norte - embates e perspectivas".

No dia 28, haverá ainda mostra de curtas-metragens, a partir das 9h, e roda de conversa sobre memória e patrimônio. Começa às 10h mais uma roda de conversa sobre o patrimônio cultural de Canguaretama a partir da experiência do Coletivo Mestre Padre e dos alunos do Campus. A tarde será dedicada a oficinas sobre coco de roda de Canguaretama e de Nísia Floresta, coco de zambé com Sérgio Marques e educação patrimonial com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Para participar das oficinas, basta se inscrever através de formulário eletrônico.

À noite, acontece ainda encontro de danças étnicas: fandango de Canguaretama, Toré dos Eleotérios do Catu e Coco de Zambé da Praia de Sibaúma.

Nenhum comentário: