Pages

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Mineiro critica reforma da previdência, maior ataque aos trabalhadores brasileiros

Em sua fala na sessão plenária desta quarta-feira (7), o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) repudiou a proposta de reforma da Previdência enviada pelo ilegítimo presidente Michel Temer (PMDB), nesta semana. "É o maior ataque aos trabalhadores e trabalhadoras urbanas e rurais do país em toda a historia da luta pelos direitos sociais brasileiros", lamentou.

Para Mineiro, o pior ponto da proposta é o tempo de contribuição de meio século necessário para que o trabalhador receba os vencimentos integrais. "Para se aposentar aos 65 anos, que é a idade mínima prevista na reforma, é preciso começar a trabalhar contribuindo aos 16", explicou.

"Quando falei que o objetivo do golpe era fazer profundas mudanças na Previdência e alvo era os trabalhadores urbanos e rurais, alguns colegas da Casa me disseram pessoalmente que eu estava exagerando. Infelizmente, eu não estava errado", constatou Mineiro.

Para o parlamentar, a Casa precisa fazer o debate, estar atenta e se somar ao movimento nacional contra a aprovação da reforma como foi encaminhada. "Não é assunto de Brasília, mas do Brasil, do Rio Grande do Norte, de Currais Novos, de São Miguel, de Natal", ressaltou. "Quero acreditar que os deputados que apoiaram o golpe não apoiam essa reforma".

Para Mineiro, com a saída da presidenta Dilma, ao contrário do que defendiam os golpistas, a crise se aprofunda e se retroalimenta, a exemplo do que está acontecendo no Senado Federal. "Há um verdadeiro caos institucional no Brasil. Um ministro do STF encaminha uma decisão, a Mesa do Senado não acata", afirmou. "Quero deixar aqui meu repúdio, me colocar ao lado da sociedade, pois acredito que não é esse o caminho para sair da crise".

Nenhum comentário: