Pages

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Qualidade dos produtos cerâmicos junto ao programa Minha Casa Minha Vida é discutida no Ministério das Cidades

1O presidente do Sindicato da Indústria de Cerâmica Vermelha Para Construção do Estado do Rio Grande do Norte (Sindicer-RN), Vargas Soliz Pessoa, participou nessa terça-feira (21) - na Secretaria Nacional de Habitação, do Ministério das Cidades em Brasília - de um encontro com a coordenadora geral do PBQP- habitat arquiteta Maria Salete de Carvalho Weber para tratar sobre as exigências em relação à certificação de qualidade dos produtos cerâmicos numa sintonia entre os bancos públicos, como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, bem como as construtoras ligadas ao Programa Minha Casa Minha Vida.

Também estiveram presentes Natel Moraes, presidente da Associação Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha (Anicer); Vinícius Costa Lima, diretor da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern) e diretor da Cerâmica do Gato; Constantino Frolline Neto, diretor da Cerâmica City/SP; Sandro Tavares, vice-presidente do Sindicer/SC; Rodrigo Silveira, presidente do Sindicer/MG, além do assessor da Confederação das Indústrias (CNI), César Galiza.

O Programa Setorial de Qualidade (PSQ) que visa à implementação do Sistema de Qualificação de Materiais, tem mostrado que a possibilidade de reduzir custos sem prejuízo da qualidade depende de uma articulação dos agentes públicos e privados para elevar, progressivamente, o desenvolvimento tecnológico do setor, a melhoria dos métodos de gestão e os níveis de conformidade dos produtos.

Essa articulação acontece no âmbito dos Programas Setoriais da Qualidade, por meio dos quais as entidades setoriais de fabricantes de produtos para a construção civil desenvolvem ações que visam ao desenvolvimento tecnológico do setor, e ao combate à produção em não conformidade com as Normas Técnica pertinentes, observadas as diretrizes do PBQP-H.

Ficou esclarecido, portanto, que essas ações visam gerar um ambiente de isonomia competitiva na conformidade técnica, possibilitando a formação de ambiente para a evolução tecnológica, aumento dos padrões de produtividade e redução de custos.

Para o diretor da Fiern, Vinícius Costa Lima, o encontro foi bastante esclarecedor, servindo de grande valia para o desenvolvimento do programa em conformidade com as normas vigentes.

Nenhum comentário: