Pages

terça-feira, 8 de março de 2016

Henrique Eduardo Alves participa de reunião do revezamento da Tocha Olímpica em Natal

O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, participou nesta segunda-feira, (7), em Natal, da reunião preparatória do revezamento da Tocha Olímpica no Rio Grande do Norte. Henrique Alves estava acompanhado do ministro George Hilton, do Esporte, e do governador Robinson Faria. O encontro, na Escola de Governo, também reuniu atletas e representantes dos sete municípios potiguares por onde a chama dos jogos olímpicos vai passar nos dias 4 e 6 de junho.

“É uma grande oportunidade de o Brasil se mostrar ao mundo. O Rio de Janeiro já é a Cidade Maravilhosa que nós conhecemos, cada vez mais, mas a tocha permite que mais de 320 cidades se mostrem ao mundo, inclusive todas as capitais brasileiras”, disse o ministro do Turismo. O Rio Grande do Norte vai ser sede de pernoite da tocha em Natal e Mossoró.

A Tocha também vai passar por São José de Mipibú, Parnamirim, Assú, Angicos e Lajes. “O mundo inteiro vai acompanhar e assistir, vendo as cidades, o seu patrimônio histórico, a sua cultura e o seu povo. Então, é a grande oportunidade de se mostrar ao mundo esse país maravilhoso que nós somos”, afirmou o ministro.
 
As reuniões de mobilização para o revezamento da tocha têm como objetivo alinhar questões referentes ao planejamento, segurança e divulgação da passagem da Tocha Olímpica. Já foram realizadas em 25 capitais, sendo Natal e Recife nesta segunda-feira. “É a oportunidade que temos para nacionalizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos e torná-los um evento de todo o Brasil”, ressaltou Alves.

No Rio Grande do Norte, o revezamento começa no dia 4 de junho, com passagem por São José de Mipibú, Parnamirim e Natal, onde haverá uma grande festa de pernoite da chama olímpica. No dia 5 haverá uma passagem da tocha pelo arquipélago de Fernando de Noronha e, no dia 6 de junho, retorna ao Rio Grande do Norte passando em Lajes, Angicos, Assú e Mossoró como novo pernoite já no perídio dos festejos juninos.

“Temos que transformar este maior evento esportivo do mundo em uma oportunidade para todos, em um momento de união em prol dos nossos estados e do país. Vamos aproveitar a superexposição provocada pelos Jogos Olímpicos para divulgar os atrativos do Rio Grande do Norte, inclusive das cidades que não estão no roteiro do revezamento”, disse.

Henrique Eduardo Alves apelou aos prefeitos para que preparem as cidades para uma grande festa local. “Cada cidade deve se preparar para fazer uma bonita festa para receber a tocha olímpica. Se preparar para ser vista por milhões de pessoas. A estimativa é que a Olimpíada será vista por 5 bilhões de espectadores pelo mundo”, revelou o ministro.

“Quando a tocha passar aqui em Natal, em Mossoró, e nas mais de 300 cidades, centenas de jornalistas estarão acompanhando este tour para mostrar essas imagens ao mundo”, lembrou Henrique Alves, defendendo o legado turísticos da Olimpíada.

O revezamento, uma espécie de esquenta para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, começa no dia 3 de maio, em Brasília, e termina no dia 5 de agosto, no Rio de Janeiro, dia da abertura dos jogos no Maracanã.

A tocha visitará 329 municípios de todas as regiões brasileiras, incluindo todas as capitais. O percurso terá 95 dias de duração e mais de 20 mil quilômetros, além de 10 mil milhas aéreas. A previsão é que 12 mil pessoas conduzam a tocha em sua passagem pelo Brasil.

INGRESSOS – Já foram vendidos 3,7 milhões de ingressos, o equivalente a 50% dos bilhetes colocados à venda e arrecadados 76% da receita prevista com a venda total de ingressos (Rio2016).

 ministro do turismo considera que a facilitação dos vistos contribuiu para a grande procura por ingressos. “A experiência da facilitação de vistos para EUA, Austrália, Canadá e Japão, que poderá ter desdobramentos no futuro, já pode ser considerada um legado para o Turismo”, afirmou.

Nenhum comentário: