Pages

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Na Câmara, Rogério confronta Mercadante sobre problemas e ideologia no ensino brasileiro

Rogério MarinhoO ministro da Educação, Aloizio Mercadante, voltou à Comissão de Educação nesta quarta-feira (25) para fazer explanação dos planos, projetos e metas da pasta para os próximos anos. Coordenador do PSDB no colegiado, o deputado federal Rogério Marinho chamou a atenção do ministro para questões cruciais como a valorização dos professores, os métodos de ensino e aprendizagem, o corte orçamentário e a qualidade do ensino.

O tucano lembrou que há uma espécie de vácuo no ensino médio, pois os alunos não são preparados nem para o ensino superior nem para o mercado de trabalho. “Se nós só temos 5% de matrículas no ensino técnico, é evidente que alguma coisa está errada”, criticou. Para o congressista, o problema da má qualidade da educação brasileira não é financeiro, mas estrutural. “Se perdeu o respeito ao professor na sala de aula e nós não podemos confundir a democracia com falta de respeito. Se não há respeito, não há aprendizado”, defendeu.

Rogério cobrou ainda esclarecimentos do ministro em relação a polêmica criada em torno da Base Nacional Comum Curricular, que estaria sendo construída com ideais ideológicos. “Não podemos em nome de ideologia abrir mão de defender valores importantes para os brasileiros. Fatos históricos e questões ideológicas podem ser colocadas nos currículos, mas com pluralidade, para que partido de ocasião não leve para outro lado, como aconteceu na ditadura militar. E hoje sociologia, história, filosofia, estão descambando para uma visão vesga”, disse.

Nenhum comentário: