Pages

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Com presença de Rogério, Aécio reúne PSDB e convoca tucanos para protesto pró-impeachment‏

A bancada do PSDB na Câmara se reuniu nesta quarta-feira (24) com o presidente nacional da legenda, senador Aécio Neves, e os líderes do partido no Congresso Nacional, Cássio Cunha Lima (Senado) e Antonio Imbassahy (Câmara). No encontro, os tucanos reafirmaram posição favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff e confirmaram apoio as manifestações populares contra o governo do PT, marcadas para o dia 13 de março em todo o país. O deputado federal Rogério Marinho, presidente de honra do partido no Rio Grande do Norte, esteve presente na reunião.

Segundo o parlamentar potiguar, os recentes desdobramentos da operação Lava Jato, com a prisão do marqueteiro do PT, João Santana, reforça ainda mais a necessidade do impeachment de Dilma. "O Brasil espera que a oposição lidere o movimento que repudia este desgoverno que infelizmente está destruindo o nosso país, por isso, no dia 13 de março, é fundamental a presença de todos que querem uma nação melhor nas ruas, para mudarmos o Brasil de verdade", disse Rogério.

Para Aécio Neves, no momento em que o Brasil assiste ao agravamento das crises política, econômica e ética, o papel da oposição ganha ainda mais protagonismo, tornando essencial uma atuação unida e sintonizada com os anseios dos brasileiros. “Faremos reuniões periódicas com a bancada, garantindo a unidade de estratégia do PSDB neste momento crucial da vida nacional”, afirmou o senador.

Conforme ressaltou, a maior parte da população deseja o encerramento do ciclo petista à frente do Planalto, e o partido tem papel destacado como alternativa para o Brasil iniciar uma nova página de sua história. “O PSDB tem que se fortalecer enquanto principal alternativa de poder a esse modelo petista que tanta infelicidade vem trazendo ao país. Nosso papel também é atuar em conjunto com os demais partidos de oposição”, declarou o senador. Aécio destacou a reunião realizada ontem, na Liderança do PSDB no Senado, com presidentes e líderes dessas legendas nas duas Casas.


No encontro, foi anunciada a criação de um comitê pró-impeachment e o apoio às manifestações encabeçadas por movimentos da sociedade civil que pedem a saída da presidente Dilma. Uma grande manifestação nacional está marcada para 13 de março, e a militância tucana está convocada a ir às ruas. “Vamos colocar a nossa cara e dizer basta a tudo isso que vem acontecendo no Brasil. Há uma constatação de que, com este governo que aí está, o Brasil não vai conseguir reiniciar seu processo de retomada do crescimento”, destacou.

Nenhum comentário: