Pages

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Empreendedores apostam no comercio eletrônico para fugir da crise

Em tempos de dificuldade financeira, empreendedores tem investido cada vez mais na inovação para fugir da crise e uma das alternativas encontradas tem sido o comercio eletrônico, também conhecido como e-commerce. No ano de 2015, apesar da crise econômica, o setor teve um crescimento de 22%, segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). E os números são ainda mais favoráveis para o setor de tecnologia, que compreende informática, eletrônicos e telefonia. O setor representa 33% de todo o e-commerce no Brasil, de acordo com a 2ª Pesquisa Nacional do Varejo Online realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).


Gamer e publicitário, o jovem Carlos Júnior, encontrava dificuldades para encontrar produtos do universo gamer com bons preços. Analisando o essa dificuldade, ele decidiu empreender e lançou o sitePS4Natal.com.br no ano passado. Para Carlos, uma das iniciativas importantes para a mudança de vida.

"Eu gostava de games e tinha dificuldade de encontrar as coisas, trabalhava com ferramentas web e tive a oportunidade de começar a vender jogos, consoles e acessórios. Vi a oportunidade e empreendi. Apostei em uma plataforma que vi ser mais rentável, a do PlayStation 4, e decidi iniciar meu próprio negócio. Investi tempo e dinheiro, mas, graças a Deus, tudo vem dando certo. Em um ano tivemos um faturamento que superou nossas expectativas. Vendemos mais que lojas físicas especializadas. E, para 2016, já projetamos o site com um crescimento de vendas de mais de 50%", disse.


Somente entre julho e dezembro de 2015, a loja realizou a comercialização de mais de 500 jogos. Para 2016, a loja projeta mais de mil. Esses números, segundo Carlos, são reflexo de trabalho e planejamento. "A PS4Natal.com.br está em pleno crescimento, mas estudamos muito e nos capacitamos sempre para estarmos sempre a frente no mercado. Empreender no comércio eletrônico vale a pena se for algo bem planejado. Trabalhar loja online é diferente de trabalhar em loja física", completou.

Nenhum comentário: