Pages

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Práticas criminosas do PT no Mensalão foram repetidas no Petrolão, diz Rogério Marinho

A Operação Lava Jato prendeu nesta terça-feira (23) o marqueteiro das três últimas campanhas presidenciais do PT, João Santana. Antes dele, o marqueteiro Duda Mendonça, responsável pela primeira vitória de Lula da Silva (PT) nas urnas, também acabou envolvido no escândalo do Mensalão. Para o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), o país vê a comprovação de que o governo do PT repete as mesmas práticas criminosas do passado.


"Estamos todos extremamente preocupados com o que está acontecendo com o nosso país. Mas a prisão do marqueteiro do PT não é surpresa para ninguém, porque é um padrão: o que aconteceu no Mensalão ocorre no Petrolão. Estamos assistindo a um espetáculo péssimo para o Brasil", disse Rogério em discurso no plenário da Câmara nesta terça.


Ainda de acordo com o tucano, os brasileiros estão sendo testemunhas da total "derrocada desse desgoverno e dos agentes que o sustentam", referência feita ao próprio João Santana, costumeiramente consultado pela presidente Dilma Rousseff sobre seus discursos e posicionamentos públicos.


O marqueteiro foi o mais recente alvo da Operação Lava Jato, em sua 23ª fase. A suspeita é que João Santana tenha recebido dinheiro ilegal pelos serviços prestados ao PT. A verba poderá ter sido desviada da Petrobras.

Nenhum comentário: